Problemas de atenção ligados a Videogames

Pesquisa descobre correlação de “leve a moderada” entre jogar mais de duas horas por dia e dificuldade em se manter concentrado.

Não há causa definida do Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), mas uma lista de suspeitas do National Institute on Mental Health (Instituto Nacional de Saúde Mental) inclui genes, danos cerebrais, e fatores ambientais como o uso de cigarro e álcool durante a gravidez ou exposição ao chumbo. Outro fator ambiental que pode ser adicionado a esta lista, como novas pesquisas sugerem uma ligação entre problemas de atenção e jogar videogame.

De acordo com um estudo intitulado “Exposição à televisão e videogame e o desenvolvimento de dificuldades de atenção”, publicado na edição de agosto da Pediatrics , exposição à televisão e videogames demonstraram correlações de “leve a moderada” concomitante a problemas de atenção. De acordo com a pesquisa, a relação era a mesma se os participantes do estudo jogavam jogos ou assistiam TV.

Os pesquisadores estudaram 1323 crianças (garotos e garotas no terceiro, quarto e quinto anos do Ensino Fundamental) durante um período de 13 meses. Eles determinaram os problemas de atenção coletando relatos de pais sobre os hábitos dos filhos em jogar videogame e assistir TV e a avaliação de professores, perguntando se as crianças tinham problemas de atenção e em qual grau.

Eles também utilizaram avaliações de uma só vez de 210 estudantes (garotos e garotas), os quais eles mesmos preencheram formulários contendo seus hábitos de assistir TV, exposição ao videogame, e problemas na atenção. Pesquisadores descobriram que crianças que assistiram mais de duas horas a cada dia eram mais suscetíveis a taxas médias de problemas de atenção, com o contingente de idades mais velhas demonstrando resultados similares.

O escritor principal do jornal, Edward Swing, disse à Gamespot que era necessário mais pesquisas para estabelecer se existe um relacionamento causal entre jogar videogame e problemas de atenção. Ele também demonstrou interesse em determinar se o tipo de conteúdo consumido impactaria na correlação entre jogar e problemas de atenção. Por exemplo, Swing quer descobrir se jogos e programas de TV de ritmo vagarosos, educacionais e/ou não-violentos podem ser menos comumente amarrados aos problemas de atenção.

A pesquisa teve como co-autores Craig_A.Anderson e David_A._Walsh , dois conhecidos pela história de caluniar efeitos perniciosos dos jogos. A pesquisa anterior de Anderson ligou jogos violentos à agressão intensificada, e Walsh fundou o National Institute on Media and the Family (Instituto Nacional na Mídia e Família), o finado grupo de advocacia de monitoração à mídia de massa.

O Journal of the American Academy of Pediatrics (Jornal da Academia Americana de Pediatria) é impresso mensalmente nos EUA e seis outros países e também possui uma versão online. Este é um jornal revisado por especialistas que vem sendo publicado desde 1948.

Fonte: gamespot.com
Estudo por Eddie Makuch, Brendan Sinclair
GameSpot (publicado em 6 de julho de 2010)

Comentários

Postagens mais visitadas