30 de jan de 2009

PSICOMOTRICIDADE PARA BEBÊS


A Psicomotricidade contribui de maneira expressiva para a formação e estruturação do esquema corporal e tem como objetivo principal incentivar a prática do movimento em todas as etapas da vida de uma criança. Por meio das atividades, as crianças, além de se divertirem, criam, interpretam e se relacionam com o mundo em que vivem. Por isso, cada vez mais os educadores recomendam que os jogos e as brincadeiras ocupem um lugar de destaque no programa escolar desde a Educação Infantil.
• Na Educação Infantil, a criança busca experiências em seu próprio corpo, formando conceitos e organizando o esquema corporal.
• A abordagem da Psicomotricidade irá permitir a compreensão da forma como a criança toma consciência do seu corpo e das possibilidades de se expressar por meio desse corpo, localizando-se no tempo e no espaço.
• O movimento humano é construído em função de um objetivo – demonstrar algo.
• A partir de uma intenção como expressividade íntima, o movimento transforma-se em comportamento significante.
• O trabalho da educação psicomotora com as crianças deve prever a formação de base indispensável em seu desenvolvimento motor, afetivo e psicológico, dando oportunidade para que por meio de jogos, de atividades lúdicas, se conscientize sobre seu corpo.
• O desenvolvimento psicomotor é de suma importância na prevenção de problemas da aprendizagem e na reeducação do tônus, da postura, da direcionalidade, da lateralidade e do ritmo.
• A educação da criança deve evidenciar a relação através do movimento de seu próprio corpo, levando em consideração sua idade, a cultura corporal e os seus interesses.
• A educação psicomotora para ser trabalhada necessita que sejam utilizadas as funções motoras, perceptivas, afetivas e sócio-motoras, pois assim a criança explora o ambiente, passa por experiências concretas, indispensáveis ao seu desenvolvimento intelectual e é capaz de tomar consciência de si mesma e do mundo que a cerca.

E como trabalhar?

• Podemos preparar a criança para que ela adquira e domine seus movimentos. Não se trata de obrigá-la e menos ainda de superestimular, trata-se de favorecer o desabrochar, de deixa-la à vontade no próprio corpo e de acompanhar o desenvolvimento.
• Esta modificação nao custa tempo nem dinheiro, mas obriga uma mudança radical de nossos habitos, a uma transformação do comportamento.
• Tal modificação deverá atingir todos os gestos da vida quotidiana: o modo de carregar a criança, de trocá-la, de dar-lhe banho, comida, de brincar com ela…
• A educação psicomotora contribui não apenas para prevenir deformações, corrigir a má postura e consolidar as aquisições motoras, mas é também um extraordinário fator de equilíbrio da criança: acalma-lhe a angústia e dá-lhe algo de inestimável que é o sentimento de segurança.

Períodos de desenvolvimento

•Primeira fase (0 a 3 meses) – período em que a educação motora será essencialmente baseada na descontração.
•Segunda fase (3 a 6 meses) – período de ginástica de preparação para a posição sentada.
•Terceira fase (6 a 12 meses) – período de movimento global, de aquisição da posição sentada, de preparação à posição de pé.
•Quarta fase (9 a 15 meses e além) – período de jogos, de aquisição da postura de pé, de preparação à independência.


Material

- Duas almofadas cônicas de espuma de nylon: uma com 5cm de altura, a outra com 8cm de altura, a serem usadas de acordo com o tamanho da criança, ou em vez disso, toalha felpuda enrolada.
- Duas almofadas cilíndricas: uma com 18cm de diâmetro por 60cm de comprimento, a outra com 25cm de diâmetro por 1 metro de comprimento, ou entao um cilindro de plástico.
- Uma bola de praia grande e leve, um pouco esvaziada, de 80cm de diametro.
- Dois bastões (cabos de vassoura cobertos com papel colante e enfeitados com fitas e/ou guizos) que preparam para o andar independente.
- Um arco (bambolê) para a preparação do andar, para a passagem do engatinhar para a posição de pé, para o andar lateral.
- Um banquinho de madeira sem encosto, de 13 a 15cm de altura e com assento de 30 a 35cm de lado ou alguns livros.
- Uma escova de dentes.
- Um espelho grande de aproximadamente 70cm por 1m, colocá-lo a 30cm do chão.
- Um tapete de EVA de 1m de largura e 1,5m de comprimento.
- Vários brinquedos de acordo com a idade da criança.
- Música alegre, animada mas suave como fundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou?